Ronald E. BARKER e Robert ESCARPIT

“[…]
‘Por que ler?’ pode-se perguntar. Não existe reposta fácil. No momento atual os meios audivisuais de comunicação não podem dispensar o apoio da palavra escrita. Nem toda a engenhosidade da técnica moderna pode agora, como não pôde antes, impedir que a palavra falada e as imagens acabem-se apagando, enquanto a palavra escrita permanece. Em nossa civilização de transformações, a palavra escrita pode não durar tanto como antes, mas ainda dura o suficiente para conferir ao leitor a força da perspectiva hsitórica, a decisão semântica, a reinterpretação e a crítica retrospectiva – em suma, os meios de sua liberdade.”(1) (BARKER; ESCARPIT, 1975, p. 147)

Referência bibliográfica

BARKER, Ronald E.; ESCARPIT, Robert. A fome de ler. Trad. J. J. Veiga. Rio de Janeiro: FGV, 1975. 188.

NOTA

(1) Não é este o parágrafo que fecha o livro, o qual, por sua vez, consta na página 181. Mas, a julgar pelo conteúdo do excerto apresentado acima, ele bem que poderia se prestar a esse papel. Ademais, ele finaliza uma parte do livro, aquela que antecede a conclusão.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: