Sérgio GELASSEN

“Quais danos não marcarão este mundo por tempo indeterminado? A julgar pela quantidade avassaladora de espíritos fúteis, inférteis, essa podridão humana que tanto espaço ocupa neste planeta castigado, ferido, tornado corrupto por líderes religiosos e políticos, a morte poderia libertar mais desesperados por justiça. Todos somos culpados, inocentes ou não… Malditos sejam os vossos descendentes, tumores humanos de toda estratificação social, tal é a tua condição de podridão espalhada sobre a terra. Poe invejaria viver nesta época! Poe daria a vida por ela! Ah, o vazio humano! A podridão humana no poder! Tudo é culpa do homem, tudo é culpa de Deus. Tudo é nada! Tudo! Tudo NÃO É!

Sérgio GELASSEN, O que não é, será.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: