Sérgio C. Gelassen

“[…] Sim, estamos todos nós — aqui mesmo, agora mesmo — perdidos. À procura de alguém que possa nos encontrar. Curioso isso: ‘à procura de alguém que possa nos encontrar’. Alguém que está dentro de nós, esperando por uma chance (do coração, da alma) e dizer-nos: ‘cá estou eu. É um prazer poder ajudar você e você a mim. Porque somos um todo. Um todo indivisível — salvo quanto à questão psicológica do termo ‘indivísivel’.”

Referência bibliográfica

Sérgio Gelassen, É e não é: é ou não é?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: