Arquivo de setembro, 2010

Rainha da Podridão

Posted in Fotografia on setembro 30, 2010 by lesdommag3rs

“[…]
A terceira cria:
Espírito revolto
Livre, acorrentado, solto
Sangue negro sob a lívida tez
Que a morte seja tua companhia, Rosa Imunda,
Por mais essa vez…

Sérgio Gelassen, Rainha do fogo, da imundície e da podridão

Disfarce absoluto

Posted in Romance with tags , , , , , , , , on setembro 28, 2010 by lesdommag3rs

“[…]
Escrevi
Um poema morto
Para uma vida
Não vivida
E uma alma
Que apodrece…”

Sérgio C. Gelassen, Disfarce absoluto

Campos de espinhos

Posted in Drama with tags , , , , , , , , , , on setembro 26, 2010 by lesdommag3rs

“[…]
Rumo aos confins da alma humana. Já andei uns seis, sete quilômetros, talvez até mais. E já começo a perceber, a certa distância, teu vulto. A imprimir em mim uma sensação de familiaridade. Mas… só isso? Hummm… Creio que não. Creio que não apenas isso. Mas algo mais… Algo mais a mais. ‘Bem mais a mais’…

Sérgio C. Gelassen, Em direção ao interior (da alma e dos campos de espinhos)

As duas coisas…

Posted in Fotografia with tags , , , , , on setembro 15, 2010 by lesdommag3rs

“[…]
Ou não entendem ou fingem não entender.
Ou não querem ou fingem não querer.
Ou não sabem ou fingem não saber.
Ou não são amigos ou fingem ser…

Com efeito, ‘quanto mais você se aproxima do significado mais você sabe que está sonhando’.(1)

Sérgio C. Gelassen, As duas coisas

NOTA

(1) 1. Trecho livremente traduzido de Heaven and Hell do Black Sabbath. 2. Que possam os semioticistas aprender um pouco mais com essa observação e deixar de serem tããão cegos

(Entre os) Círculo(s) de destruição

Posted in Romance with tags , , , , , , , , , , , , , on setembro 14, 2010 by lesdommag3rs

“[…]
A máscara esconde o rosto. Nunca a alma.”

Sérgio C. Gelassen, Círculo de destruição

Rosto sim: máscara não!

Posted in Romance with tags , , , , , , , , , , , on setembro 12, 2010 by lesdommag3rs

“[…]
Não perturbarás nenhum animal — irracional ou não.
Não comerás nenhum animal.
Nenhum animal será vosso escravo. Nenhum animal.
Nenhum animal será tua comida.
Nenhum animal será teu para qualquer prazer carnal.
Nenhum animal será utilizado para experimentos de qualquer natureza.

Obedeceste estas leis básicas? Elas são o fundamento de tudo o que deverás seguir. Feito isto, prossiga. Liberte os teus irmãozinhos menos favorecidos — os animais irracionais — e, dessa forma, liberte teus pensamentos. Tu vida. Teu coração. Tua alma — seja ela atéia, agnóstica ou não…

Está feito. Siga em Paz com o Universo. Qualquer que seja a tua (des)crença.”

Sérgio C. Gelassen, O Rosto de Ariosto

Céu e Inferno

Posted in Drama with tags , , , , , , , , , , , , , , , on setembro 12, 2010 by lesdommag3rs

“O mundo está cheio de Reis e Rainhas
Que cegam teus olhos e roubam teus sonhos”

Black Sabbath, Heaven and Hell

“[…]

Direto e reto, preso(s) em ilusões, para ilusões, para decisões, sem parar, sem saber, sem perceber, sem ter, sem ganhar, sem perder. Quem ama, perde. Quem perde, ganha. Quem ganha perde. E perde quem ama. Simples assim…”

Sérgio Cícero Gelassen, Dúvidas de vidas