Tarose*

12, 12. Essa é a pose? Foi-se… Peraê: posso encontrá-la em uma das 33 cartas que marcam tua vida, moça. E — por quê? — parece que você não é feliz há muitos anos. Mas semelhante infelicidade é (quase bem) oculta pela máscara de teus atos sociais… Se for mesmo verdade que a gente se conhece de outra vida, 12**, então… Um encontro — louco? insólito? — nos fará entendermos melhor um ao outro. Sou O Homem Que Nunca Tocou Você, não sou? Isso mudará algum dia? Por quê?

Sérgio Gelassen, Tarose

NOTAS

* Lê-se “Tarouze”
** Aqui o número desempenha função dupla: escolhi-o para representar a fusão linguistica da palavra “dose” (uma termo popular para algo que é excessivo, árduo, etc) e um nome/apelido feminino muito comum — o qual, diga-se de passagem, não me seria muito inteligente citar aqui: poderiam me dizer que eu não te esqueci ainda…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: