Arquivo para sérgio cícero gelassen

Re-lato: uma história de trans-formação pela leitura

Posted in Literatura with tags , , , , , , , , , , , on setembro 21, 2013 by lesdommag3rs

Tinha muito de medo de sair do lugar sabe seu moço ler e escrever era pra mim a coisa mais difíci do mundo Um dia a professora sentou em frente a nossa turma na sala e disse que iríamos sair pra conhecer a escola em que estudávamos a gente daí ela pediu pra nós que fizéssemos uma fila indiana pramodi a gente se organizá Daí a professora saiu da sala com a gente toda no começo deu um pouco de frio na barriga porque a gente não tava acostumado com aula fora da classe mas fomos todos andando mais ou menos divagar até chegarmos em frente a escola Nossa como eu amei participar da formação de um círculo humano como é mesmo o nome que a professora deu a esse negócio ah é roda viva por que tem agente formando um circulo formado por pessoas que participam de um evento em especifico parece que é esse o nome que a professora diz que a roda viva de participa.

Daí a professora pediu que olhacemos em volta do prédiu da escola por que a gente tava aprendendo a ler as coisas a ler o mundo daí ela falou que deveríamos olharnos nos olhos uns dos outros e percebermos naquela diferença de rostos alturas e tipos humanos a importância da diversidade humana como referência da riqueza humana para a leitura do mundo Daí que agente riu muito no começo moço o senhor sabe como é né nossa isso ainda me dá um pouco de vergonha de lembrar por que no começo em que agente tem que olhar os colegas nos olhos numa roda viva nos faz pensar tanta coisa que deixa agente com vergonha por que tem medo de rirem dagente entende seu moço

Eu não eu mais agente toda quer que a professora volte logo logo da sua licença dela porque a saudade é tanta e porque a gente segundo ela demos um passo importante em relação à leitura do mundo

Professora volte porque a gente estamos com muitas saudades de você obrigado um forte abraço nosso em seu coração

Sérgio C. Gelassen, Re-lato: uma história de trans-formação pela leitura

Sérgio C. Gelassen

Posted in Literatura with tags , , , on agosto 25, 2010 by lesdommag3rs

“[…]

Já que eu procurei dizer tantas e tantas coisas aqui, vale finalizar este livro com essa última observação: Dawkins, o famoso cientista ateu britânico, pode estar certo. Ou não. (Ou não…)”

Sérgio C. Gelassen, Sentimentos Intraduzíveis

Sérgio C. Gelassen

Posted in Literatura with tags , , , , , , on setembro 24, 2009 by lesdommag3rs

“[…] Tudo foi explicado — pelo menos em boa parte — nas palavras de Mustaine: ‘subir bem alto, tão longe até cair/um plano de dignidade e equilíbrio para todos’. Pronto! Alguém aí já trouxe a escada? A corda? A garrafa? Os copos? Estejamos vestidos a rigor. De preferência em preto. Que é para impressionar. Alguém além de nós? Alguém aí? Ouvi teu nome? Vem, vem com a gente. Abandonar tudo, em nome de um pesadelo, não pode ser, afinal de contas, algo assim tão ruim. Basta (des)acreditar. E deixar o cérebro — a mente, para sermos mais (ou menos…) exatos — rodopiando, em movimentos espirais. Aspirar (a um ponto mais alto). E pirar. E — o que é mesmo o que eu ia dizer?”

Referência bibliográfica

S. Gelassen, Ausências de compreensão: não somos, não seremos — adeus!

Sérgio C. GELASSEN

Posted in Drama, Literatura with tags , , , , , , , on setembro 5, 2009 by lesdommag3rs

“[…] Todos te compraram e te venderam, continuamente. À prova. A prova. Provada. Privada. Reprovo-te, depravada. Uns tanto, outros nada. Preferia voltar no tempo, há uns 2500 anos, na Grécia Antiga, como expliquei em meu outro livro. Mas lá todos eles – como uma parte razoável de você – (re)aparecem, provando-me de que o eterno retorno à casa torna.” (GELASSEN, 2009, p. 485)

Referência bibliográfica

GELASSEN, Sérgio. A mesma coisa ontem. São Paulo: Lapiseira, 2009. 485 p.